Consumidores preferem embalagens de papel

Com as lojas físicas fechadas durante a pandemia, o boom das compras online resultou em um número recorde de embalagens chegando às portas dos consumidores. Junto com toda essa mercadoria, veio uma crescente consciência dos materiais usados ​​para embalar e despachar os produtos e o impacto que esses materiais têm no meio ambiente. Uma nova pesquisa encomendada por Two Sides e conduzida pela empresa de pesquisa internacional Toluna descobriu que os consumidores no Brasil e no mundo acreditam que a embalagem à base de papel é melhor para o meio ambiente do que outros materiais de embalagem.

Papel: a escolha de embalagem preferida e sustentável

Os participantes da pesquisa foram solicitados a classificar seu material de embalagem preferido (papel/cartão, plástico, vidro e metal) com base em 15 atributos ambientais, estéticos e práticos. No Brasil, dos 15 atributos, o papel/cartão foi o favorito para 12 deles, o vidro foi o mais votado para 2, o metal para 1 e o plástico, 0. 54% dos respondentes acham que elas são melhores para o meio ambiente, 57% mais fácil de reciclar e 60% mais barata.

Os consumidores norte-americanos também preferiram embalagens de pape/papelão em outros atributos ambientais, incluindo ser compostável em casa (65%) e mais fácil de reciclar (44%). 55% dos consumidores britânicos preferem embalagens baseadas em papel como melhores para o meio ambiente,  51%  por serem mais fáceis de reciclar e  77%  por serem compostáveis em casa.

Os consumidores exigem que marcas e varejistas façam mais

Marcas e varejistas desempenham um papel crucial na em promover a inovação e o uso de embalagens recicláveis. Em resposta à crescente pressão do consumidor para operar de forma mais sustentável, marcas e varejistas em muitos setores, de vinhos, destilados e refrigerantes a doces, cosméticos e roupas, estão mudando de embalagens de plástico para papel.

No Brasil a pesquisa descobriu que 58% dos consumidores estariam dispostos a evitar um varejista que não esteja tentando reduzir o uso de embalagens de materiais não recicláveis. 67% comprariam mais de varejistas que removessem o plástico de suas embalagens. Na América do Norte a pesquisa descobriu que 49% dos consumidores comprariam mais de marcas e varejistas que removem plástico de suas embalagens e 39% considerariam evitar um varejista que não está ativamente tentando reduzir o uso de embalagens não recicláveis. Já no Reino Unido, os consumidores estão dispostos a agir se não acharem que um varejista está fazendo o suficiente para se tornar mais sustentável. 42% dos consumidores britânicos considerariam evitar um varejista que não estiver tentando reduzir o uso de embalagens não recicláveis. Parte desses consumidores é considerada millennial (51%). Outros 52% dos consumidores do Reino Unido comprariam mais de varejistas que estão removendo plástico de suas embalagens.

Quem deve ser responsável pela redução do desperdício de embalagens descartáveis?

À medida que consumidores, empresas e governos procuram maneiras de criar uma economia circular mais sustentável, os resíduos de embalagens descartáveis, especialmente em ambientes marinhos, ganharam um grande foco. Quando os consumidores foram questionados sobre quem tem a maior responsabilidade pela redução do uso de embalagens não recicláveis ​​e descartáveis, mais de um terço dos norte-americanos (36%) disse que os indivíduos são os principais responsáveis, enquanto 23% acreditam que cabe às marcas e varejistas, 23% acreditam que cabe aos fabricantes de embalagens e 18% acreditam que é responsabilidade do governo. No Brasil 43% acreditam que o indivíduo tem mais responsabilidade, seguido por 16% que acreditam que a maior responsabilidade é das marcas, varejistas e supermercados.

Sobre Two Sides

Two Sides é uma organização global, sem fins lucrativos, criada na Europa em 2008 por membros das indústrias de base florestal, celulose, papel, cartão e comunicação impressa. Two Sides, a mais importante iniciativa do setor, estimula a produção e o uso conscientes do papel, da impressão e das embalagens de papel, bem como esclarece equívocos comuns sobre os impactos ambientais da utilização desses recursos. Papel, cartão e papelão são provenientes de florestas cultivadas e gerenciadas de forma sustentável. Além disso, são recicláveis e biodegradáveis.

Sobre a pesquisa

Em janeiro de 2021, um estudo global com 8.800 consumidores foi encomendado por Two Sides e conduzido pela empresa independente de pesquisa online Toluna. No Brasil, a pesquisa foi realizada com 1.000 consumidores entre 18 e 55 anos. 37% homens e 63% mulheres.

Power of Print

O seminário anual Power of Print , que acontece na terça-feira, 3 de novembro, é um dia emocionante para todos os setores de impressão, papel, publicação e embalagem.

O evento virtual está repleto de oradores inspiradores de toda a indústria e de outros lugares. Realmente há algo para todos e este ano, sendo totalmente virtual, este evento único não está limitado por capacidade ou geografia. Os ingressos custam apenas £ 29 para membros da Two Sides e £ 39 para não-membros. Além disso, para cada 2 ingressos comprados, você ganha 1 grátis.

Sessão 1 Palestrantes

O dia será dividido em duas sessões e temos o prazer de anunciar o aguardado conjunto de palestrantes para a sessão um.

Charles Jarrold, CEO, BPIF

CharlesJarrold_PoP_Speaker

Charles abrirá a sessão com uma visão geral perspicaz de como a indústria se adaptou à pandemia e o que está por vir em 2021.

Charles tem ampla experiência no setor e um excelente conhecimento de impressão e digital, e acredita que isso continuará a apresentar oportunidades e desafios para o setor de impressão.

Sue Todd, CEO, Magnetic

SueTodd-PoP_Speaker

À medida que a comunidade publicitária se redefine após os cautelosos meses de bloqueio, Sue analisará o papel que as revistas desempenham em ajudar as marcas a construir para o futuro.

Sue lançou a Magnetic, a agência de marketing para mídia de revista, em março de 2015, para ajudar os clientes a obter o melhor retorno de seus gastos com publicidade em mídia de revista. Trabalhando com as maiores editoras de consumo do Reino Unido, Sue e a equipe Magnetic têm a responsabilidade de defender o poder e a vitalidade da mídia de revistas.

Denise Turner, diretora do Insight, Newsworks

DeniseTurner_PoP_Speaker

Denise apresentará as descobertas do mais recente estudo de pesquisa da Newsworks sobre o valor de fontes de notícias confiáveis, à medida que o número de leitores atingiu novos recordes.

Denise trabalhou em pesquisa de comunicação por quase 30 anos e adora o fato de poder perguntar por que para viver. Ela entregou vários projetos premiados como parte de sua função de supervisionar o programa de insights em Newsworks. Ela também é autora de vários livros e relatórios sobre a eficácia da comunicação.

Mark Davies, MD, Whistl (Doordrop Media)

MarkDavies_PoP_Speaker

Mark fornecerá informações sobre como a pandemia de coronavírus acabou sendo um ponto de inflexão para o Facebook e como o público em casa ensinou uma ou duas coisas a uma nova geração de profissionais de marketing sobre o marketing impresso.

Mark é responsável por garantir o crescimento do negócio de lançamento de porta em porta de Whistl, anteriormente conhecido como TNT Post. Antes de se tornar Diretor Executivo, Mark ocupou vários cargos importantes de vendas na empresa, onde ingressou em 2003.

Detalhes do evento

Data: Terça-feira 3 rd novembro 2020
Localização: Virtual / Worldwide
Sessão 1: 10:00-00:00 (GMT)
Sessão 2: 14:00-16:00 (GMT)

Custo do bilhete para membros *: £ 29 (ambas as sessões)
Custo do bilhete para não membros: £ 39 (ambas as sessões)
Oferta especial: 3 bilhetes podem ser adquiridos pelo preço de 2

Reserve online em: www.powerofprint.info
Contato:  enquiries@powerofprint.info

Dez razões

Temos ótimas razões para #amarpapel, a comunicação impressas e as embalagens de papel e papelão! #papelnãodesmata

Envolva-se

Existem várias maneiras para você espalhar a nossa mensagem:

Pôsteres: são ótimos para ficarem fixados no escritório, principalmente nas áreas de grande circulação.
Posts para redes sociais: são perfeitamente adequados para compartilhar informações em mídia social.
Cartilha Mitos e Fatos e Booklet Embalagens de Papel: servem de consulta diária.
25 minivideos: vídeos curtos para compartilhar por redes sociais e whatsapp.
Fichas técnicas: uma página (frente e verso) com conteúdo técnico para consulta rápida.
Infográficos: podem ser impressos ou compartilhados nas redes sociais.
Marcador de livros: o eterno companheiro dos livros contendo os fatos sobre a comunicação impressa e o papel.

Se você é editor e gostaria de usar os anúncios, entre em contato conosco.
Você compartilha histórias sobre o papel nas redes sociais? Inclua a hashtag #AmarPapel, ou #PapelNãoDesmata.

XIX Bienal Internacional do Livro Rio

XIX Bienal do Livro Rio foi um grande sucesso.

Foram 10 dias de muitas histórias contadas, encontros inesquecíveis, debates relevantes, atividades culturais, sessões de autógrafos e muito mais! Mais de 600 mil visitantes, 1300 atividades culturais e 300 convidados nacionais e internacionais.

Two Sides esteve na feira juntamente com a Editora Moderna.

Bienal do Livro Rio é o maior evento literário do país, um grande encontro que tem o livro como astro principal. Para o leitor, é a oportunidade de aproximação dos seus autores favoritos e de conhecer muitos outros. Durante dez dias, o Riocentro sedia a festa da cultura, da literatura e da educação. Nos espaços dedicados às atrações, o público pode participar de debates, bate-papos com personalidades e escritores, além das atividades culturais que promovem a leitura. Atraente, variada e dinâmica, a Bienal do Livro Rio é diversão para toda a família!

O livro vai bem, obrigado!

“Sempre imaginei que o paraíso fosse uma livraria.” Jorge Luiz Borges

 

Por Francisco Alberto Madia de Souza

E digo mais. Quando a galerinha – os nossos filhos, netos e bisnetos – finalmente, descobrir o livro, veremos uma corrida em direção aos livros como jamais aconteceu no Brasil até hoje. As três maiores redes  de vendas de livro em nosso país quebraram. A Laselva, lojas de aeroportos, em março do ano passado, e, antes do fim do ano, Cultura e Saraiva, recorreram à recuperação judicial. Já o livro vai bem, obrigado. Em especial, o livro de qualidade. As redes sucumbiram por gestão incompetente, precária e de apetite desmesurado. O sistema de comercialização, agravado por gestão medíocre, é que sucumbiu.

Os livros, repito, vão bem, muito bem, obrigado. Cresceram e continuarão crescendo em todos os próximos anos em volume de vendas e faturamento. Até mesmo e porque, o simulacro de livro chamado de livro eletrônico, também mais conhecido por uma de suas marcas, Kindle, naufragou. É péssimo e entediante. Agoniza e deverá morrer nos próximos meses. Um desastre.

Ninguém foi capaz de imaginar, e certamente não será, algum companheiro melhor, mais gostoso, mais prazeroso e mais agregador ao ser humano que o livro. Como já escrevi um dia em artigo, Vinicius de Moraes dizia que o uísque era o melhor amigo do homem. Uma espécie de cachorro engarrafado. Eu digo que o livro é que é o melhor amigo do homem. É o cachorro encadernado e recheado de conteúdo e muita emoção. Mas todo esse longo comentário para compartilhar com vocês sobre o plano de recuperação judicial da Livraria Cultura. Onde manifesta sua intenção de quitar todos os credores até 2033. Quem aceitou esse prazo poderá receber seu crédito com um pequeno desconto entre 20% e 30%. Quem, no entanto, quiser receber antes, em até dez anos, e ainda recusar-se a continuar fornecendo, receberá apenas 30% de seu crédito.

Em seu plano de recuperação, a Cultura, para a melhor compreensão dos credores, apresentou um exemplo: um pequeno editor, com um crédito de R$ 10 mil. Se for um credor parceiro, receberá R$ 7,5 mil, em 48 parcelas trimestrais de R$ 157…, claro, após a homologação do acordo, e com uma carência de dois anos… Objetivamente, as megalivrarias perderam, se é que tiveram em algum momento, e por completo, a razão de ser. Cometeram suicídio de forma dramática e medíocre, passando a vender um monte de outros produtos e concorrendo, com varejistas especializados, em produtos sobre os quais não tinham a menor experiência. Apenas para ocupar os espaços monumentais que receberam de locadores – shopping centers irresponsáveis – porque não tinham o que colocar no lugar, e oferecendo esses espaços quase de graça e totalmente subsidiados. Um mix de gestão incompetente dos gestores de shoppings e ambição desmesurada das duas maiores redes de livrarias. Já o livro… Brilha como nunca!

E ainda sua comercialização evoluiu positivamente em todos os últimos anos com as compras pela internet, pela experiência de compras fantástica que é, por exemplo, comprar livros numa Amazon, e muito especialmente pelo resgate das pequenas livrarias de bairro, agora com um bom café, um cardápio executivo para a hora do almoço, e seres humanos ao lado. Não pode existir nada melhor! Você já apresentou o livro para seus filhos, netos e bisnetos com a mesma emoção e carinho como um dia nossos pais e avós apresentaram para nós? Assim, em breve, nas melhores e pequenas livrarias do Brasil, na Amazon e em comércios eletrônicos de qualidade, a maior e melhor novidade de todos os tempos: o livro. Se hoje estou aqui, merecendo o carinho, a atenção e a amizade de vocês, devo isso, no mínimo 90%, ao livro. Meu cachorro de papel, encadernado e abarrotado de conteúdo que me move a partir do coração.

Francisco Alberto Madia de Souza é consultor de marketing (famadia@madiamm.com.br)

 

Artigo original: Propmark

 

Relacionados

A verdade sobre o futuro dos livros

O futuro é brilhante para livros impressos

Da semente ao livro: Sustentabilidade por todo o caminho

Certificado de adesão – Membro Oficial

Uma realização da ABTG

Desde o lançamento do projeto Two Sides no Brasil, sempre foi nossa missão representar os interesses dos membros junto ao setor de comunicação impressa, do papel e da embalagem. Nós do setor papeleiro e da indústria gráfica, temos como meta minimizar e reduzir o impacto ambiental de nossas atividades em apoio ao desenvolvimento sustentável.

Atestamos e autorizamos o uso do certificado e logomarca de membro oficial Two Sides Brasil às seguintes associações:

 

A

ABIGRAF NACIONAL

ABIGRAF SP

ABIMAQ

ABIMFI

ABITIM

ABPO

ABRE LIVROS

ABRO

ABTCP

AFEIGRAF

AHLSTROM-MUNKSJÖ

ALPHAGRAPHICS

ANAP

ANDIPA

ANER

ANJ

ANTALIS

APS

ARTECOR

 

B

BIGNARDI

BO PAPER

BREMEN

 

C

CBL

COPY HOUSE

 

D

DRUCK CHEMIE

 

E

EDITORA ABRIL

EDITORA MODERNA

 

F

FEDRIGONI

FSC

 

G

GRUPO SCORTECCI

 

H

 

I

IBA

IMPRENTA MATUTINA

INTERNATIONAL PAPER

 

J

 

K

KLABIN

 

L

 

M

MAURICIO DE SOUSA

 

N

 

O

OGRA

OJI

 

P

PANINI

PAPER EXPRESS

PLURAL

 

Q

 

R

REVISTA EUCALYPTUS

RICOH

 

S

SENAI SP

SESI

SET INTEGRATIVE

SIGRAF

SINAPEL

SINDIGRAF SP

SNEL

SUTTO

SUZANO

 

T

THEOBALDO

 

U

UNIVERSIDADE VIÇOSA

 

V

 

W

 

X

 

Y

 

Z

COMPARTILHAR TORNE-SE MEMBRO ASSINAR